Segundo o estudo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 9 em cada 10 brasileiros com acesso à internet têm o hábito de pesquisar na rede antes de realizar uma compra.

Com essa tendência, a boa colocação dos sites nos resultados em mecanismos de busca, como o Google, tornou-se fundamental para as empresas. E é aí que entra a importância do SEO. Mas, afinal, o que é SEO?

O termo é a abreviação de Search Engine Optimization e, basicamente, é um conjunto de técnicas para melhorar o ranqueamento de um site no tráfego orgânico nos mecanismos de busca.

SEO

Além disso, o SEO ajuda, também, no fortalecimento da presença on-line da marca, gerando mais reconhecimento, confiança e vendas.

A seguir separamos quatro dicas rápidas de práticas de SEO que vão ajudar a melhorar os resultados da sua empresa. Confira!

1. Faça uma pesquisa de palavras-chave

Quando um usuário realiza uma pesquisa no Google, por exemplo, aparecem os resultados de acordo com as palavras-chave do que ele digitou, certo?

Desse modo, dá para entender por que as palavras-chave influenciam diretamente no ranqueamento nos mecanismos de busca.

Isso quer dizer que, quanto mais assertiva for a escolha das palavras-chave, mais chances haverá de ter uma boa colocação no Google e, consequentemente, mais cliques para o seu site. Algumas dicas na hora de escolhê-las:

  • conheça bem o seu público para entender o que ele pesquisaria;
  • procure termos relacionados ao seu mercado de atuação;
  • use ferramentas de pesquisa de palavras-chave, como o Google Trends;
  • analise a concorrência. Por exemplo: “doces em BH” tem ranking de uso bem mais elevado do que termos mais específicos, como “doces casamento BH”.

2. Crie conteúdo relevante e de qualidade

Depois que você entendeu o que é SEO, o próximo passo é entender qual a principal razão dessa prática. Nesse sentido, o maior objetivo do SEO é levar ao usuário os melhores resultados com conteúdos de qualidade. Para isso, um dos algoritmos levados em consideração pelo Google é o conteúdo.

Logo, a relevância das informações, a facilidade da leitura e a coerência do conteúdo em relação ao que o usuário pesquisou são muito importantes. Confira algumas orientações:

  • produza conteúdos voltados para dificuldades, desafios e necessidades do usuário;
  • use vários formatos, como vídeos, imagens, textos, infográficos;
  • publique conteúdos originais;
  • insira links dentro do seu texto para outras páginas do seu site que falem mais sobre algum assunto citado;
  • faça testes e mensure os resultados para avaliar quais conteúdos mais interessam ao seu público.

3. Invista na experiência do usuário

Outra questão bastante relevante para o Google é a experiência que o usuário tem ao clicar no resultado de busca e ser redirecionado para um site.

Dessa forma, cada vez mais os sites que oferecem boa navegação para o visitante têm sido favorecidos e tido melhores posições nos resultados de busca.

Alguns pontos que consistem em uma boa experiência do usuário:

  • design bonito, intuitivo e de fácil navegação;
  • carregamento rápido das páginas;
  • layout responsivo, ou seja, adaptado para navegação em dispositivos móveis, como tablets e smartphones;
  • links que funcionam corretamente.

4. Contrate uma agência especializada em marketing digital

É natural que você tenha dificuldades em fazer um bom trabalho de SEO para o seu site se não tiver muito conhecimento no assunto. Afinal, é um processo competitivo, que demanda tempo, conhecimento e está sempre mudando.

Nesse caso, uma boa dica é avaliar a contratação de uma agência especializada em marketing digital. Assim, você terá à disposição profissionais com expertise no assunto, atendimento personalizado e ferramentas que aceleram a conquista dos resultados.

Escritorio

Conheça os tipos de SEO

Para quem planeja se aprofundar no assunto SEO, é essencial saber que ele pode ser classificado de duas formas: White Hat SEO e Black Hat SEO.

Antes de detalhar cada um deles, é importante frisar que SEO e penalizações do Google andam próximos. Quem tentar burlar as regras com o objetivo de alcançar posições melhores corre o grande risco de ser penalizado.

White Hat SEO

Nesse cenário, o White Hat SEO cumpre as diretrizes dos buscadores para, dessa maneira, conseguir melhorar o seu ranqueamento. Ele utiliza alguns recursos que já citamos, como a produção de conteúdo relevante e outros, como o uso de links coerentes com o assunto, evitando, assim, usar backlinks para tentar burlar alguma regra.

Sabendo que o conteúdo de qualidade é a base do SEO, investir nessa ferramenta é se adequar ao que o buscador mais valoriza. Mesmo que esse ranqueamento muitas vezes demore um pouco para acontecer, há baixo risco de ser penalizado.

Uma penalização pode ser muito ruim para a sua empresa, já que isso tende a colocar em risco a estratégia como um todo, jogando por água abaixo todo um trabalho feito em prol de um destaque maior nos mecanismos de busca.

Black Hat SEO

O Black Hat SEO consiste em técnicas consideradas antiéticas ou abusivas, as quais visam identificar brechas do algoritmo do Google. Exagerar em técnicas de White Hat SEO também é uma forma de Black Hat, pois se usa da validade delas para fazer uso em massa e, assim, violar as regras.

Algumas técnicas comuns de Black Hat SEO são palavras-chave escondidas, textos escondidos, spam nos comentários de sites relevantes, links camuflados e troca e compra de links.

Ter esse conhecimento é fundamental para evitar realizar alguma técnica de Black Hat e, assim, contar com mais segurança na hora de trabalhar o SEO na sua estratégia de marketing digital.

Veja algumas dicas complementares

Algumas dicas complementares importantes para usar o SEO a favor da sua empresa são:

Atualização de conteúdo

Um dos pontos valorizados pelo algoritmo do Google é a atualização do conteúdo. Há conteúdos que são relevantes a longo prazo, porém, como há sempre atualizações no nicho em que eles se encaixam (marketing digital, por exemplo), é importante levar isso ao usuário.

Outra dica bacana nesse sentido é a exclusão de conteúdos que levam o seu site para baixo, ou seja, que têm pouca relevância e acabam sendo um contrapeso ao material mais elaborado que a sua empresa produziu.

Uso de URLs amigáveis

AS URLs podem ser consideradas como um endereço da página na rede. Sendo assim, investir em URLs amigáveis facilita a leitura, a memorização e a experiência geral do usuário.

Uma dica legal é usar URLs atemporais, as quais permitem mudança no conteúdo sem alteração do endereço. Evitar URLs longas, com muitos caracteres e hashtags, também é uma forma de atuar de forma amigável.

Bons títulos

Os títulos e as descrições têm um papel importante na hora de chamar a atenção dos usuários, o que influencia de forma clara no número de cliques gerados, fator que, por sua vez, impacta o SEO.

Mobile-friendly

Sabendo que grande parte dos acessos são feitos via dispositivos móveis, é natural que uma boa estratégia de SEO trabalhe em prol de uma boa experiência para esses usuários.

Ter um site mobile-friendly é a melhor forma de fazer isso. O próprio Google já alertou que vai priorizar as páginas que proporcionam essa facilidade de navegação.

Com essas dicas, você já sabe o que é SEO e o que isso pode fazer pela sua empresa. Para ter acesso a outros conteúdos como este e recebê-los diretamente no seu e-mail, basta assinar a nossa newsletter.

quero receber conteúdos exclusivosPowered by Rock Convert

Posts Relacionados

Executivo e Empreendedor com 25 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline.
Fundador da LinkWell em 1992
Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil – GuiaWEB em 1995
Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997
Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006.
Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015
Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016
Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017

Sandro Herek

Executivo e Empreendedor com 25 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline. Fundador da LinkWell em 1992 Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil - GuiaWEB em 1995 Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997 Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006. Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015 Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016 Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017

Comments (2)

  1. Muito importante SEO e Marketing este artigo. Recomendo

    1. Olá, ficamos felizes que tenha gostado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This